"casaria com você mesma?"

Tudo começa com uma brincadeira...


Toda vez que nos encontramos na entrega de um vestido, brinco com as noivas que o sentimento precisa ser o de "casaria comigo mesma!" e, por mais que seja uma brincadeira, esse sentimento é muito precioso.

O espelho pode ser o causador de muita dor para as pessoas, principalmente nos preparativos de um evento social como o casamento e esse é um dos motivos pelo qual o processo sob medida me encanta tanto.

Durante os 6 meses (em média) que estamos em constante contato com a noiva, conseguimos conversar bastante sobre suas inseguranças, medos e desejos. Acredito ser um processo que vai muito além da criação do vestido de noiva.

Ter outras mulheres em volta, nos escutando e nos ajudando a entender nossas próprias dúvidas sobre nosso estilo, corpo e gostos pode ser transformador.

Olhar seu corpo sem julgamentos, apenas aceitando-o como ele é, é um momento muito raro e que tentamos oferece-lo à todas as noivas. Infelizmente, não cabe a mim ou à equipe do atelier estimular esse sentimento à ela. É um processo completamente individual se olhar com carinho e amar cada parte de quem somos.

É um caminho mais natural para uma, mais difícil para outra... mas podemos criar um simples ritual e transforma-lo num processo diário.

Acordar, olhar para o espelho e dizer as palavras "eu te amo" para nós mesmas deveria ser tão fácil quanto as dizer para a pessoa que tanto amamos!

Vamos praticar?





Você poderá gostar: