RESSIGNIFICANDO O CASAMENTO

(Sonho de quem?)

 


Acredito que 90% das noivas que atendo no atelier, iniciam a conversa da seguinte maneira:

- Sabe aquele sonho de casar com vestido branco, véu e grinalda? Então, nunca tive.  

Frequentemente, me encontro pensando no porquê do atelier existir e nos motivos que levam as noivas a buscarem nossos vestidos brancos.

Pois, afinal, se o sonho não é da própria noiva, é sonho de quem?

Tenho o conhecimento desse traje branco desde minhas primeiras memórias. Como muitas mulheres, já nasci achando que esse seria o evento da minha vida. Também, é uma interpretação quase inevitável já que o tal do casamento sempre apareceu como fim em todos os lugares: no final da novela, no final do filme, até a quadrilha da festa junina da escola encerrava com a noiva e com o noivo. Em todos os finais felizes, a mocinha estava de vestido branco, véu e grinalda.

Lembrando que essa foi a associação que eu fiz do casamento. Infelizmente, esse evento ainda pode carregar o peso de muitas outras finalidades.

Mas algo (muito bom) aconteceu porque o que antes era o fim, agora vejo que virou apenas o começo para muitas pessoas e, talvez por isso, o casamento voltou a fazer sentido para muitos casais.

Os casamentos das noivas que procuram nosso atelier, são repletos de novos símbolos e significados. Dá uma alegria ao ver para onde parte da nossa sociedade está caminhando.

“O pai da noiva entra do lado esquerdo ou direito?”

Ah, agora o pai da noiva muitas vezes já está no altar vendo a filha caminhar sozinha ou com a pessoa amada. Hoje é tempo em que o pai não precisa mais se preocupar, ele já entendeu a força que a filha tem.

Muitas famílias também compreenderam que não é preciso entrega-la à ninguém, que podem apenas celebrar em uma linda festa, esse encontro de duas pessoas – independente do gênero.

Vestir-se para um ritual: vejo como uma das belezas criativas do ser humano, uma das funções mais incríveis da roupa. Uma maneira de externar - instantaneamente - nosso momento, o que somos hoje, nossas referências e nossa personalidade.

Algo lúdico ainda permanece no vestido branco, agora no tom off white, e por isso acho fantástico trazer elementos dos vestidos tradicionais, aqueles que carregam toda a simbologia e sentimento do “final feliz” e combina-los com o estilo de cada mulher.

Ressignificar. Palavra que transforma, expande nossa mente e nossos comportamentos. É tão bom encontra-la no casamento. Nesse antigo sonho que agora ganha cada vez mais sentido!

Você poderá gostar: